Realidade de um Sonho

23 11 2010

                       

                         Desde quando criança, somos inclinados a sonhar. De maneira inocente, sonhamos em ter este ou aquele brinquedo, em conhecer esta ou aquela apresentadora de TV (no meu caso eu sonhava em conhecer a Xuxa), sonhávamos em ganhar um enorme presente de Papai Noel, e por aí vai.

                       Quando entramos na pré-adolescência, sonhamos com àquele príncipe encantado ou com a atenção de uma bela moça. Sonhamos em nos tornar popular na escola e conquistármos o mundo. Sonhamos com a liberdade, com o primeiro beijo, com o namorado (a) mais belo e romântico, e sonhamos e sonhamos e sonhamos.

                        Como eu sempre fui criada com os pés no chão, lembro que minha mãe dizia que quem me dava o presente de natal era o Papai Noelson (Noel + meu pai Nelson), logo que cresci, minha mãe dizia  fulaninho não iria querer namorar comigo porque pra ela eu era linda, mas para ele eu era feinha, rsrsr, quando adulta, eu ouvi que certas profissões não era para pobre seguir e que eu devia procurar emprego em lugares pra mim (eu nunca soube ao certo que lugar era esse), e assim sucessivamente.

                        Certo dia, aconteceu que eu resolvi deixar de ouvir algumas coisas, ou seja deixei de ouvir que eu não podia sonhar com isto ou com aquilo porque esses sonhos não eram pra mim. Comecei então a sonhar com o que realmente eu queria ser. Lembro que um professor do pré-vestibular comunitário que fiz – PVNC (PRÉ-VESTIBULAR PARA NEGROS E CARENTES) – chegou a dizer pra mim que eu não teria capacidade financeira e intelectual para cursar Direito, e que eu devia procurar o curso de Letras ou Pedagogia (desmerecendo assim estes cursos).

                         Agora estou aqui para publicar tamanha felicidade a minha. Hoje é meu último dia de aula na faculdade de Direito. Depois de conquistar uma bolsa integral no curso, dentro dos cinco anos eu nunca fiquei reprovada em nenhum período e em nenhuma matéria. Estou fechando o histórico com C.R. (Coeficiente Regular) bem acima da média e graças a Deus, não tive problemas intelectuais para compreender e aprender o sistema jurídico nacional.

                          O mais importante de tudo isso, não é o curso que conquistei e estou concluindo, mas sim um sonho que estou realizando.

                         Para muitos eu não deveria comemorar tanto porque se trata de apenas uma etapa de muitas e muitas que estão por vir. Mas eu comemoro sim cada passo dado. Comemoro porque para que algum dia eu chegue no podium foi necessário que eu desse o primeiro passo. Que eu percorresse em um caminho de superação, de cansaço, de dor, de preguiça, de falta de grana, de preconceitos sofridos, de noites e noites de sono “perdidas”, de horas e horas paradas no ponto de ônibus, de chuvas sobre mim,  e mais um monte pedras encontradas. Sim, eu consegui!

                         Estou muito feliz com isso. Na minha família não tem ninguém formado, sou a primeira, mas não a última.

                        Agora vou continuar sonhando, caminhando, lutando e comemorando todas as vitórias. Obrigada a Deus, aos meus familiares, aos meus amigos e professores e a todos aqueles que acreditaram e continuam acreditando em mim.

 

Anúncios

Ações

Information

5 responses

4 12 2010
Lorrayne

oi Barbara,
fico super emocionada com depoimentos assim, pq é assim que vejo que nem tudo está perdido, existem pessoas guerreiras que correm atrás dos seus sonhos!!!
Parabéns flor!! Sua conquistas só estão começando!!
Um grande bjo!
Fica na paz..
“Voce é do tamanho do seus sonhos!!”

24 11 2010
Edu

Oi barbara
Gostei muito de ler o seu depoimento e fique muito feliz pela sua força de fontade
e coragem de encarar os desafios.
Parabens pela suas conquistas e que se multiplique cada vez mais.
felicidades e tudo de bom

23 11 2010
Dani Sans

Amiga tú tens mais é que comemorar, olha confesso que não comemorei minha vitória no vestibular, porque planejo mesmo é comemorar a minha pós, a qual não vejo a hora de acabar! hahahahaha
Fiz Serviço social e hoje estou realizando outro grande sonho, em breve serei psicóloga, e vou unir o útil ao agradável, todos nós temos que mostrar à que viemos, independente de cor ou classe social. Então comemora aí que eu comemoro daqui! rsrsrs!

Beijos!

23 11 2010
-*Vera Luz*-

Olá Bárbara!

Você não precisa chegar a nenhum podium porque já vive no podium da vida a cada dia, são humanos como você que nos faz sentir gratos a Deus pela nossa vida e reconhecer que estamos aqui para viver cada momento e fazer de cada um deles ser uma dádiva, assim como seu testemunho experienciado! São pessoas como você que me faz sentir que eu posso escrever e dizer ao mundo, pensem que podemos fazer deste sempre um mundo melhor! Muito obrigada pois estou irradiando de alegria por conhece-la!

Um abraço,
“Todo o Conhecimento é Luz que Inspira a Alma” -*Vera Luz*-

23 11 2010
Ebrael Shaddai

Barbbie,
Digo-te que deves comemorar sempre, por muitas coisas. Estás viva, és muito amada por Deus e…, enfim, tens tudo e toda a força interior necessária para vencer todos os obstáculos.
Nunca estarás sozinha, nunca precisarás chorar sozinha, espero que também nunca precises amar sozinha…
Agora é trabalhar, sonhar, construir sua “canoa”…
Bjs em vc!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: