Re’negar

10 06 2011

 

 

Eu renego minha moldura falha

Eu renego minha estampa

Eu renego minha falta de língua

Eu renego o seu descaso

 

Eu renego minha forma

Eu renego minha imaturidade

Eu renego meu sossego

Eu renego a ingenuidade

 

Eu renego minhas dores

Eu renego meu pensar

Eu renego meu desamparo

Eu renego o não olhar

 

Eu renego o que nego

Eu renego o que renego

Eu nego o que renego

Eu nego, eu nego

Meu ego

Anúncios

Ações

Information

2 responses

16 07 2011
fatima zanin

Vim visitar seu blog, gostei muito, parabéns pelo post.
Abraço.

21 06 2011
Ana Paula

Caraca amiga, que lindoooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: